segunda-feira, 20 de março de 2006

 

Compreender é uma tarefa árdua. Uma tarefa para poucos.

“...É belo dar quando
solicitado; mas é mais
belo, porém, dar sem ser
solicitado, por haver
apenas compreendido...”

Gibran Khalil Gibran


Desprender-se, não aguardando uma recompensa terrena ou Divina.
Isto é para poucos, afinal, aprendemos a chorar para recebermos o seio, afagamos esperando um carinho, beijamos esperando que os olhos do outro se cerrem.
Entender a pureza no ato de doar é impossível para quem não é o sujeito da ação.

Seria bom um agradecimento, uma recompensa, um retorno... mas isso não é uma condição determinante para o meu agir.

Deturpo o sentido do texto, utilizando-o para um novo contexto:
"... o beijo amigo é véspera do escarro."

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?