sexta-feira, 16 de maio de 2008

 

Para matar a saudade e aquecer a alma, hoje vai ter Barszcz (Sopa de Beterraba)...

3 beterrabas médias
- 1 tomate
- 1/2 cebola
- 1 cenoura
- 2 folhas de louro
- 1 tablete de caldo de galinha
- 5 grãos de pimenta preta
- 1 1/2 colher de sopa de vinagre
- 1/2 colher de sopa de açúcar
- 300 g de costelinha de porco defumada
- 300 g de lingüiça calabresa
- salsinha e sal a gosto
- 1 colher de sopa de farinha de trigo
- 250 g de creme de leite sem soro

Beterrabas descascadas, expondo seu sumo rubro e doce, cortada em pedaços como coração desiludido, acrescento o açúcar (filho voltando ao seio da mãe primeira), misturo bem e deixo em separado.

Fervo as costelinhas e a lingüiça; retiro a pele, deixo-a nua, fatio em rodelas imaginando dobrões do seu tesouro.

Cebola, cenoura e tomate cortados em pedaços pequenos, todos iguais, cientes da sua importância homogênea na composição de uma noite de afeto. Todos eles banham-se em água fervente, orgia de sabores. Só ficam de fora o creme de leite e a farinha, voyeurs. Beterrabas cozidas ... coração já amaciado e um pouco descorado por ter cedido muito. Uma vida em 40 minutos. Antes de desligar, a farinha perde a censura e une-se ao grupo, devidamente dissolvida em água, pois quer participar da festa, não quer se sentir rejeitada. Em apenas 2 minutos ela está incorporada, agregou textura ao caldo, sua alma sempre foi densa. Quase no clímax, o creme de leite se joga no banquete, apaga o fogo e cobre todos em lençóis de cetim.


Comments:
oi,kikooooo
Vim te convidar pra passar
lá no meu blog para fazer uma brincadeira de meme! bjos

Nádia
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?